Home > Uncategorized > Assaltantes armados invadem escola em Manaus e agridem alunos

Assaltantes armados invadem escola em Manaus e agridem alunos

Um grupo armado invadiu, agrediu e roubou mais de 50 celulares dos alunos da Escola Municipal Abílio Alencar, na noite de segunda-feira (24). Funcionários e estudantes ficaram sob mira de armas de fogo na unidade educacional localizada no KM 35 da AM-010, na Zona Rural de Manaus. Segundo testemunhas, os assaltantes agiram com violência e deram coronhadas em alunos.

A escola municipal fica situada na rodovia estadual que liga Manaus à Itacoatiara. “A Polícia Militar e o Centro de Operação de Segurança Escolar (Cose) foram acionados e estiveram no local para prestar assistência. O gestor da unidade registrará um boletim de ocorrência, durante esta terça-feira (25) e as imagens das câmeras de segurança da escola serão repassadas pelo Cose à polícia para auxiliarem na investigação do caso”, diz nota enviada pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) sobre o caso.

Por volta das 19h30, oito homens com armas de fogo pularam o muro da unidade educacional. Quatro câmeras do circuito de monitoramento da área externa foram desligadas pelos assaltantes para evitar que imagens do roubo não fossem registradas, mas uma delas conseguiu gravar a ação.

As imagens mostram dois assaltantes recolhendo pertences de vítimas. Porém, ao perceber a câmera, um dos criminosos girou o equipamento para a parede. As imagens serão entregues à Polícia Civil para auxiliar na identificação de suspeitos.

“Primeiro eles renderam os motoristas e alguns funcionários, que foram levados para o refeitório. Eles o trancaram lá. Depois os assaltantes foram para oito salas de aula, onde tinha 170 alunos do EJA[ Educação de Jovens e Alunos], 60 estudantes do tecnológico da Seduc e 14 professores. Os assaltantes fizeram ameaças e roubaram mais de 50 celulares. Eles foram agressivos, bateram em alunos com coronhadas, agrediram ainda a merendeira e dois professores”, relatou o diretor da escola, Tamilton Azevedo.

O grupo fugiu em dois carros roubados das vítimas. Os veículos foram abandonados no Ramal Água Preta, no KM 34.

Depois da fuga, a Polícia Militar (PM) foi acionada e uma equipe da 26ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) esteve na escola. Nenhum dos suspeitos foi preso.

As aulas no período noturno na Escola Abílio Alencar foram suspensas nesta terça-feira (25) e não há previsão ainda de normalização. Alunos e funcionários temem novas ações violentas dos criminosos.

“Há seis anos que estou aqui na escola é o primeiro caso, mas já era algo previsível porque estão acontecendo muitos assaltos no entorno da escola. Algo que nos preocupa porque agora estão invadindo até escolas para roubar aluno em sala de aula”, comentou o diretor da escola.

Depois de ter dois filhos e nora alvos dos assaltantes dentro da escola, um caseiro de 59 anos, que prefere não se identificar, desabafou sobre a insegurança que os moradores das comunidades rurais estão vivenciando. O morador pede que Polícia Militar se reúna com população das áreas adjacentes para ouvir os anseios.

“Meu vizinho foi assaltado, amarrado, bateram nele e ainda fizeram ele carregar as coisas para os ladrões. A situação está difícil e não temos segurança aqui. Queremos que um representante da 26 Cicom venha ouvir nosso clamor”, afirmou o caseiro.

Aguardamos o posicionamento do Comando da Polícia Militar do Amazonas sobre quais medidas serão adotadas para reforçar a segurança na Zona Rural da capital no entorno da AM-010.

Fonte: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *