Home > Economia > Azul fixa preço de R$ 27,96 por ação em oferta pública secundária

Azul fixa preço de R$ 27,96 por ação em oferta pública secundária

A companhia aérea Azul fixou preço de R$ 27,96 por ação para sua oferta pública secundária de 40,6 milhões de ações preferenciais, informou a empresa em fato relevante na noite de quinta-feira (14).
Trata-se da venda de ações dos sócios (oferta secundária) – ou seja, o dinheiro arrecadado vai para os acionistas vendedores – e não de papéis novos da companhia, quando o capital levantado vai para a empresa.
Coordenada por Itaú BBA, Citigroup, Deutsche Bank, BB Investimentos, Bradesco BBI, Santander Brasil, JPMorgan e J. Safra, a operação deverá movimentar R$ 1,136 bilhão, segundo a empresa.
A Azul apresentou o pedido para oferta secundária de ações na terça-feira (12), e o volume inicial de ações poderá ser ampliado em oferta no exterior com até 4 milhões de papéis sob a forma de ADRs (títulos de companhias estrangeiras listados na bolsa americana).
Entre os acionistas que vão vender suas ações estão as empresas de investimentos TPG e Weston Presidio, além dos grupos Rio Novo Locações e Trip Participações.
A Azul afirmou em comunicado à imprensa que entre os investidores que participarão da oferta está a Saleb II, uma entidade que beneficiará a ex-esposa de David Neeleman, fundador da companhia, que segue como controlador da empresa.
“Esta transação não altera em nada o controle e a influência de David no dia a dia da companhia. Investidores estratégicos como o Grupo HNA e a United Airlines, assim como todos os demais investidores controladores, não estão nesse grupo de investidores que participarão da oferta”, disse a empresa no comunicado.

Fonte: G1

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *