Home > Política > Candidatos ao governo do AM participam de debate em emissora de TV

Candidatos ao governo do AM participam de debate em emissora de TV

Seis dos nove candidatos ao governo do Amazonas participaram de um debate na TV Bandeirantes na noite desta segunda-feira (17). Eles disputam o primeiro turno da eleição suplementar, que ocorre em agosto.
O debate foi dividido em quatro blocos, onde os candidatos fizeram e responderam questionamentos de temas como Saúde, Segurança, Economia e Meio Ambiente, entre outros.
Wilker Barreto (PHS) foi o primeiro a dar as considerações finais. “Para governar o Amazonas precisamos de uma postura firme, gerencial. Não é o novo pelo novo. Não sou parceiro de empresa. Não trabalho com fornecedor. Tenho ao meu lado uma vice, uma mulher batalhadora, guerreira, que é a professora Jaqueline. 14 meses de muita pegada vai (sic) exigir um pouco mais de preparo físico, e a juventude conta nessa hora”, disse.
Em seguida, foi a vez de Luiz Castro (Rede). “Sou ficha limpa, com mais de 30 anos de serviço público sem um único processo, e que em todos os cenários onde atuei, atuei com competência, formando boas equipes. Tenho ao meu lado o jovem e inteligente Victor Tayah, delegado de polícia. Se você quer quebrar essa corrente, você precisa de gente que tem independência, que pegue no pulso, que tenha verdade no coração e as mãos limpas e capacidade de trabalhar”, afirmou.
O terceiro candidato a falar foi José Ricardo (PT). “Nós vamos implantar um novo processo de governo no Estado, administrando com transparência, que é daí que vai aparecer o recurso necessário para a nossa agenda emergencial. Um dinheiro para priorizar a saúde, a segurança, a geração de emprego, que é isso que no momento, com muita urgência, é necessário ser feito para ajudar a população. Os problemas estão aqui”, finalizou.
Rebecca Garcia (PP) foi a próxima. “Quero agradecer a oportunidade de estar debatendo sobre projetos e o futuro do nosso Estado. É importante que nós saibamos de uma coisa: quem vai mudar o Amazonas são os amazonenses, no dia 6 de agosto. Nós estamos vivendo uma oportunidade única de deixar o passado para trás. Eu também, como cidadã, penso que é o momento de virar a página da história desse Estado, e nós juntos faremos isso”, disse.
O quinto a falar foi Marcelo Serafim (PSB). “Nesse debate, você pôde conhecer melhor as minhas propostas, conhecer o que eu penso sobre os mais importantes temas do nosso Estado. Aqui quero mandar o meu abraço para a valorosa Polícia Militar, para a valorosa Polícia Civil, e dizer que eu conto com cada um dos homens dessas polícias para fazer uma segurança diferente. Vamos expulsar a Umanizzare, colocar outra empresa. Chegou a hora de virarmos a página”, afirmou.
Liliane Araújo (PPS) foi a última a falar. “Eu, sim, posso dizer: não tenho plano de saúde e necessido da saúde pública, e desse jeito que está, está um caos. Nós representamos o novo. Quando falam em experiência, realmente, eu não tenho a experiência de falir o Estado. Mas, eu tenho sim, a vontade de fazer o que é melhor para você, cidadão, para você, mulher, que sofre todas as agruras de um cidadão que não tem acesso à saúde, à educação”, encerrou.

Fonte: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *