Home > Cultura > Chico César fará show em Manaus na 7ª edição do projeto ‘Navegar é Preciso’

Chico César fará show em Manaus na 7ª edição do projeto ‘Navegar é Preciso’

O cantor e compositor paraibano Chico César é um dos grandes nomes que participarão, de 1º a 5 de maio, da 7ª edição do projeto ‘Navegar é Preciso’, uma parceria entre a Livraria da Vila e o navio Iberostar Grand Amazon, onde acontecerá toda a programação — que inclui, também, Ziraldo, Márcia Tiburi e o mestre Mário Prata. Porém, o show de Chico será somente na quinta-feira, dia 4.

Em entrevista ao PLUS, o artista falou sobre sua vinda a Manaus; a apresentação, no Rio negro; o feedback do público sobre seu primeiro livro infanto juvenil, ‘O Agente Laranja e a Maçã do Amor’; e o cenário da Música Popular Brasileira (MPB).

Chico César
Cantor, compositor e escritor

O que você está preparando para o show do ‘Navegar é Preciso’?

Será uma apresentação composta por três pessoas: eu (violão), Helinho Medeiros (teclado) e Gledson Meira (bateria). Será um show menor, uma espécie de pocket show, com um repertório informal. Mas não estamos preparando nada, vamos deixar o ambiente nos guiar.

Como é sua relação com Manaus?

Já fiz uma série de apresentações na capital, inclusive participei da gravação do DVD da cantora Eliana Printes, no Teatro Amazonas. É sempre uma alegria muito grande retornar ao Amazonas. Apesar da distância, é sempre um grande prazer. Afinal de contas, a Amazônia é Brasil e quem não está nela, não está no Brasil.

Recentemente, você entrou para o ramo da literatura infantojuvenil, mas já vinha de um público adulto. Como se deu isso?

Nem tudo que escrevo pode ser musicado. Então, comecei a escrever livros. Já tinha produzido o ‘Cantáteis – Cantos Elegíacos de Amizade’, o ‘Rio Sou Francisco’ e fui indicado ao Prêmio Jabuti, em 2016, por ‘Versos Pornográficos’, na categoria Melhor Livro de Poesia. Então, acho que é tudo muito natural que as coisas seguissem esse rumo.

Como tem sido a receptividade dos jovens leitores?

Muito gratificante para mim. Principalmente por parte das crianças, um público que comparece aos lançamentos e acaba lendo o ‘O Agente Laranja e a Maçã do Amor’ junto comigo.

Como você avalia o cenário da música brasileira atualmente?

O Brasil é um País muito rico, de Pelotas (RS) a Macapá (AP). Existe uma produção de novos artistas, mas trabalhando juntamente com Dona Onete, por exemplo. Todos estão produzindo bastante e uma nova geração cada vez se aproxima.

Quais os seu planos para o resto de 2017?

Agora, em maio, vamos fazer o lançamento do DVD ‘Estado de Poesia’, criado a partir do álbum de mesmo nome. O trabalho foi gravado em Recife (PE) e chegou a hora de lançar. Vamos ‘cair’ na estrada com ele.

Fonte: D24

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *