Home > Esportes > Em Curitiba, Atlético-PR e Flamengo se enfrentam em jogo decisivo na Libertadores

Em Curitiba, Atlético-PR e Flamengo se enfrentam em jogo decisivo na Libertadores

Não é o típico jogo do “matar ou morrer”, mas Atlético Paranaense e Flamengo fazem nesta quarta-feira uma partida que definirá se a vida dos dois nas últimas duas rodadas do Grupo 4 da Copa Libertadores será mais tranquila ou debaixo de muita pressão. Se vencer, o clube carioca ficará muito perto da classificação à próxima fase e deixará o rival do Paraná na obrigação de buscar dois triunfos no restante da fase. Por outro lado, uma vitória paranaense na partida das 21h45, na Arena da Baixada, em Curitiba, deixará o grupo embolado até a última rodada.

Líder do grupo, o time carioca deverá ir para o jogo com a mesma equipe que derrotou o Botafogo no final de semana. A única dúvida deve ser na zaga, já que o argentino Donatti está recuperado das dores musculares que o tiraram do clássico carioca pela semifinal do Estadual. Assim, ele poderá formar a defesa ao lado de Réver – Rafael Vaz iria para o banco de reservas.

No Atlético, o técnico Paulo Autuori convive com desfalques. Ele terá que improvisar na lateral direita, já que Jonathan foi vetado pelos médicos. Com isso, o zagueiro Zé Ivaldo atuará na função. O meia Carlos Alberto e o atacante Pablo também não devem ter condições de jogo.

Mesmo com os problemas na escalação, Paulo Autuori tenta tirar a pressão dos jogadores sobre a necessidade de uma vitória em casa. “Não é decisivo porque o número de pontos num grupo tão equilibrado como esse não deverá ser muito alto para classificação, mas creio ser determinante, sim. Existem momentos chaves em todas as competições e creio que esse, para ambas as equipes, é um momento chave”, declarou.

Apesar disso, o Atlético já faz cálculos. Terceiro colocado no grupo, o time paranaense pode assegurar a sua presença nas oitavas de final se vencer o Flamengo e o San Lorenzo na próxima semana, também em casa. “Lógico que ninguém deixa de fazer as contas. Em tudo na vida há uma estratégia”, frisou Paulo Autuori. “Duas vitórias nos deixarão em uma posição muito boa, mas como vamos pensar em duas vitórias se ainda não venci uma? Aí vem o pensar jogo a jogo”.

fonte: superesporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *