Home > Cidade > Em Manaus, campanha contra a influenza inicia hoje

Em Manaus, campanha contra a influenza inicia hoje

Pelo menos, 366 mil pessoas devem ser vacinadas, contra a influenza, entre hoje e 26 de maio, em Manaus, segundo informou a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). A Prefeitura estima disponibilizar 500 mil doses da vacina nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) da capital. A ação faz parte da 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. 

A Prefeitura de Manaus informou que o público da campanha de vacinação é de 407.316 de pessoas e que a meta da Semsa é atingir 90% desse público, ou seja, no mínimo, 366.585 pessoas. Conforme a Semsa, o público da vacina inclui pessoas com 60 anos ou mais, trabalhadores de saúde, povos indígenas (aldeados e assistidos pela Secretaria Especial da Saúde Indígena – Sesai), as crianças na faixa etária de seis meses a quatro anos, 11 meses e 29 dias, as gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional e professores das escolas públicas e privadas.

Conforme a Semsa, os portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais deverão apresentar laudo médico, receita, carteirinhas dos programas de saúde, prescrição médica ou outro documento que comprove condição clínica para receber o imunobiológico. A prefeitura informou, também, que professores devem apresentar documentos (crachá, contracheque ou outro documento) que comprovem a profissão.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, destacou que a vacinação é uma das medidas mais efetivas para a prevenção da influenza grave e de suas complicações. “As vacinas utilizadas contém antígenos contra três cepas de influenza: A (H1N1), A (H3N2) e B. Estas cepas são escolhidas a cada ano visando prevenir a doença causada por cepas que circularão na temporada seguinte”, ressaltou.

A vacina contra influenza é trivalente constituída por vírus inativados, fracionados e purificados, portanto, segundo a Semsa, não contém vírus vivos e não causam a doença. A prefeitura informou que a vacina é contraindicada para pessoas com alergia grave a ovo de galinha e para aqueles que já apresentaram reação anafilática a doses anteriores.

A Semsa informou, também, que o agendamento da vacinação do grupo prioritário impossibilitado de locomoção pode ser realizado pelo telefone 0800-280-8280 e segue disponível até dia 19 de maio. Porém, conforme a Semsa, o atendimento de vacinação dos acamados ocorrerá no período de 15 a 26 de maio.

 

Amazonas

Conforme o Ministério da Saúde, no Amazonas, o público-alvo da campanha é de 1 milhão de pessoas. Para isso, o governo informou que vai disponibilizar 1,1 milhão de vacinas para o Estado.

A influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, pode levar a complicações graves e a óbito, especialmente, nos grupos de alto risco para as complicações da infecção viral.

A cada ano, esta gripe pode se apresentar de forma diferente. A transmissão dos vírus influenza ocorre por meio do contato com secreções das vias respiratórias eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar (transmissão direta) ou através das mãos ou objetos contaminados (transmissão indireta), quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz).

 

Governo quer vacinar 54,2 mi de pessoas dos grupos prioritários

Cerca de 2,3 milhões de profissionais da educação poderão se vacinar contra a gripe em todo o País. Ao todo, receberão a vacina 54,2 milhões de pessoas que integram os grupos prioritários. Para isso, o Ministério da Saúde  adquiriu 60 milhões de doses da vacina. A campanha, que teve início nacional, no último dia 17 de abril, seguirá em todo País até 26 de maio, sendo que dia 13 de maio será de mobilização nacional.

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, disse que é importante que as pessoas que integram o grupo prioritário tomem a vacina dentro do prazo de vacinação, para evitar a gripe e seus possíveis agravamentos.

A coordenadora do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde, Carla Domingues, fez um alerta à população para que não se vacine em cima da hora. “É importante que todos os grupos definidos busquem esta proteção dentro do prazo preconizado pelo Ministério da Saúde”, disse Domingues.

O objetivo do Ministério da Saúde é vacinar 90% desta população, considerada de risco para complicações por gripe.

Fonte: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *