Home > Cultura > Estreia de ‘Ceci e a Estrela’ reúne 700 pessoas no Teatro Amazonas

Estreia de ‘Ceci e a Estrela’ reúne 700 pessoas no Teatro Amazonas

A jornada da menina Ceci, que sai com os amigos da floresta em busca de uma estrela para realizar um desejo de Natal e rever o pai, reuniu cerca de 700 pessoas que compareceram ao Teatro Amazonas, na noite deste domingo (17/12), para a estreia do musical. O espetáculo gratuito faz parte da programação da campanha “Natal com + Amor”.
Enquanto busca a estrela, Ceci interage com o imaginário amazônico das lendas e fica sabendo mais sobre a história do nascimento de Jesus. As cenas, junto com as 17 músicas do repertório, a maioria delas inéditas, encantaram a plateia. Logo no início do musical, Ceci fica sabendo da estrela mágica e encontra os amigos Tinho, o boto, Uirá, o uirapuru, e Kaluanã, o índio guerreiro e Arati, a Vitória Amazônica e a dona Sumaumeira.
A mistura destes elementos amazônicos foi o que chamou a atenção do professor universitário Bruno Miranda. Ele contou que admirou o espetáculo por mostrar os talentos da terra e também usar as músicas regionais como o carimbó, a ciranda e o boi-bumbá.

Sucesso de público
O maestro Davi Nunes, que regeu a orquestra formada pelos Corpos Artísticos, ressaltou o tempo recorde em que foi montado o espetáculo e o sucesso de público do primeiro dia de sessões.

“As composições das músicas, a coreografia, os figurinos, conseguimos fazer tudo isso em um tempo incrível e fico muito feliz de ver o público animado em uma época especial no Teatro Amazonas. Superamos vários desafios para estar aqui”, disse Davi Nunes, disse por meio da assessoria.
Musical
“Ceci e a Estrela” conta a história da menina Ceci, que sai em busca de uma estrela após ouvir a história do nascimento de Jesus.
A produção tem direção geral de Jorge Kennedy, direção teatral e texto de Tiago Oliveira, produção musical de Paulo Marinho e direção musical de Davi Nunes.
A montagem reúne cerca de 130 artistas, entre atores, bailarinos, cantores e músicos, integrantes dos Núcleos de Teatro, Dança e Música do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro, e do Corpo de Dança do Amazonas (CDA), Balé Experimental do CDA, Coral do Amazonas, Grupo Vocal do Coral do Amazonas, Madrigal Ivete Ibiapina, Amazonas Filarmônica, Orquestra Experimental da Amazonas Filarmônica, Orquestra de Violões do Amazonas e Amazonas.
O musical também conta com participações especiais, como do cantor Zezinho Correa, que faz o pastor do sino, e da atriz Ednelza Sado, que interpreta a serva de Maria, de Kelson Nunes e Matheus Sabbá.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *