Home > Economia > Greve geral paralisa centro financeiro de São Paulo

Greve geral paralisa centro financeiro de São Paulo

A greve geral, que ocorre nesta sexta-feira, chegou também ao coração financeiro da cidade de São Paulo. Agências bancárias das regiões da avenida Paulista e da Faria Lima – dois simbólicos polos financeiros do país – amanheceram fechadas pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo.

Pior para quem precisava dos serviços bancários e não sabia que a paralisação atingiria a região. “Eu li sobre a greve geral, mas não achei que chegaria aqui na Paulista. Precisava sacar um volume de dinheiro e vou precisar deixar para terça feira”, disse a aposentada Lourdes Marinho, 67 anos. Ela, contudo, se declarou simpática aos motivos da paralisação – contra as reformas da Previdência e trabalhista.Pior para quem precisava dos serviços bancários e não sabia que a paralisação atingiria a região. “Eu li sobre a greve geral, mas não achei que chegaria aqui na Paulista. Precisava sacar um volume de dinheiro e vou precisar deixar para terça feira”, disse a aposentada Lourdes Marinho, 67 anos. Ela, contudo, se declarou simpática aos motivos da paralisação – contra as reformas da Previdência e trabalhista.O Sindicato dos Bancários, ligado a CUT, ainda não tem um balanço sobre a paralisação, mas a reportagem apurou que mais de 20 agências das duas regiões foram fechadas, além de centros administrativos.

“Eles param onde é simbólico, então se você rodar por toda a São Paulo ainda poderá achar agências abertas”, afirmou um funcionário do Bradesco que preferiu não se identificar.

A greve geral acontece nesta sexta-feira em 25 Estados e no DF, deixando ruas vazias e alguns confrontos entre manifestantes e policiais.

Fonte: veja

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *