Home > Famosos > Julianne Trevisol não teme crítica por usar tranças nagô:’Respeito pela cultura’

Julianne Trevisol não teme crítica por usar tranças nagô:’Respeito pela cultura’

‘Não acho que seja apropriação cultural’, afirmou atriz
Julianne Trevisol mudou de visual e adotou tranças nagô recentemente. Em conversa com o Purepeople, a atriz, apontada como affair de Rodrigo Minotauro, disse que o visual temporário é para um novo trabalho: “Eu amo mudar. Eu fiz para um projeto que eu tenho de dança que eu vou rodar na semana que vem. Ficou a cara do estilo que eu quero, mas o planejamento é ficar só duas semanas. Vou filmar, ficar para o Rock in Rio e depois tirar. Eu estou amando. Só senti dor só no dia fazendo. E ele é muito prático. Você prende o cabelo com a própria trança, não tem que pentear e para lavar e muito tranquilo”.
ATRIZ NÃO TEVE MEDO DE SER ACUSADA DE APROPRIAÇÃO CULTURAL
Julianne disse que não ficou com receio de ser acusada de apropriação cultural pelas tranças. A atriz ainda lembrou que Anitta usou o mesmo visual no Carnaval de Salvador, em fevereiro deste ano, e causou polêmica entre os internautas: “Não tive medo não. Até me alertaram falando que poderia rolar alguma crítica. Mas ninguém falou até agora. E eu não acho que seja apropriação cultural nem no meu caso, nem no caso da Anitta quando ela usou. Tenho muito respeito pela cultura”.
ARTISTA QUER ABRIR RESTAURANTE
Vencedora do quadro “SuperChef Celebridades 2016”, do “Mais Você”, Julianne revelou que tinha intenção de abrir uma cantina italiana com o apoio dos chefs Claude Troisgros e Rafa Costa e Silva. “Eles me convidaram para prestar assistência por um dia no restaurante deles. Sou formada em teatro e penso também em fazer uma pós-graduação em culinária para me aprimorar. Não levo jeito para ser gestora, no meu restaurante vou colocar a mão na massa”, disse. A atriz ainda lembrou que escolheu receitas elaboradas e acabou estourando em 11 minutos o tempo da prova final: “Vinha de notas boas por isso escolhi pratos difíceis. Sabia que ia demorar um pouco mais, mas não tanto. Me mantive firme até entregar tudo pronto, mas depois não aguentei. Naquela hora pensei: ‘Será que deveria ter tentado algo mais fácil?'”.

Fonte: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *