Home > Política > Requião diz ter sido intimado a responder sobre pedido de expulsão do PMDB

Requião diz ter sido intimado a responder sobre pedido de expulsão do PMDB

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) afirmou nesta quarta-feira (16) ter sido intimado pelo PMDB a responder, em até 15 dias, a um pedido de expulsão do partido.
Segundo Requião, o pedido de expulsão foi apresentado pela Juventude do PMDB e o acusa de agir em desconformidade com os princípios da legenda, o que o senador nega.
Crítico do governo Michel Temer, Requião trocou ofensas com o presidente do PMDB, senador Romero Jucá (RR), em vídeos publicados nas redes sociais.
O episódio aconteceu após a revista “Veja” publicar uma reportagem segundo a qual Jucá havia definido uma estratégia para retirar Requião do partido, embora ele seja o presidente do PMDB no Paraná.
“Acabo de receber uma intimação do partido para eu responder em 15 dias a um pedido de expulsão formulado pela Juventude do PMDB. Meu Deus, que juventude temos nós agora. Eu lembro do [filósofo espanhol] Ortega y Gasset: ‘Juventude que não é rebelde é servidão precoce'”, disse Requião no vídeo publicado no Facebook.
Ainda na postagem, o senador se disse defensor dos princípios históricos do PMDB e afirmou que vai acionar os advogados para responder ao pedido de expulsão.
Procuramos a assessoria de Romero Jucá para confirmar se há o pedido de expulsão e quem o apresentou e aguardava resposta até a última atualização desta reportagem. A assessoria explicou somente que cabe defesa em pedidos de expulsão.
Críticas de Renan
Mais cedo, nesta quarta, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), ex-presidente do Congresso Nacional, voltou a criticar o atual comando da legenda. Renan disse que o presidente Michel Temer tenta fazer do PMDB “um puxadinho do governo”.
Ele também criticou as punições aos deputados que votaram contra Temer na análise da denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o presidente.
Para Renan, as punições do PMDB fazem parte de um discurso de “ame-o ou deixe-o” que não corresponde com um partido democrático.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *