Home > Política > Temer exonera três ministros para votarem reforma trabalhista

Temer exonera três ministros para votarem reforma trabalhista

O presidente Michel Temer exonerou três ministros para participarem da votação da reforma trabalhista, em sessão que ocorre nesta quarta-feira. Os três titulares detêm mandatos de deputado federal, todos por Pernambuco, e tiveram as exonerações publicadas no Diário Oficial da União (DOU).

São eles os ministros da Educação, Mendonça Filho (DEM), das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), e de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho (PSB). Com a exoneração, eles reassumem as cadeiras na Câmara e terão direito a voto na sessão que analisa as alterações na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). A expectativa é que os três reforcem a bancada governista, votando a favor da reforma.

Os ministros substituem, respectivamente, os suplentes Guilherme Coelho (PSDB), Severino Nino e Creuza Pereira (PSB). Em fala na tribuna, o deputado Júlio Delgado (PSB-MG) criticou a movimentação do governo, afirmando que os dois suplentes de seu partido votariam contra a proposta.

Uma das vagas, com Coelho Filho, será reassumida pelo próprio PSB. No entanto, apesar de o partido ter fechado questão contra as reformas trabalhista e da Previdência Social, a bancada no Congresso permanece dividida sobre as votações. Para Delgado, a exoneração dos ministros por Temer “confronta” a decisão da legenda.

fonte: veja

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *