Home > Polícia > Polícias Civil, Militar e Seaop prendem, em Manaus, foragido da Justiça do Rio Grande do Norte

Polícias Civil, Militar e Seaop prendem, em Manaus, foragido da Justiça do Rio Grande do Norte

A Polícia Civil do Amazonas, representada pelo delegado Guilherme Torres, diretor do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), falou na manhã desta quarta-feira (16/05), durante coletiva de imprensa realizada às 9h30, no prédio da Delegacia Geral, sobre a prisão do foragido da Justiça do estado do Rio Grande do Norte Sued da Cunha Muniz, 38, condenado por roubo majorado e formação de quadrilha. O tenente da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) Tales Renan, da 23ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), também participou da coletiva.

De acordo com o delegado Guilherme Torres, o infrator foi preso na noite de segunda-feira (14/05), por volta das 20h, na rua 26 do bairro Parque Dez de Novembro, zona centro-sul da capital, durante ação conjunta envolvendo as equipes do DRCO, Secretaria-Executiva-Adjunta de Operações Integradas (Seaop), vinculada à Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) e policiais militares lotados na 23ª Cicom.

Tribunal do Crime – Conforme o diretor do DRCO, a prisão de Sued aconteceu em desdobramento da operação “Tribunal do Crime”, deflagrada pelo DRCO, Seaop e 23ª Cicom no dia 25 de abril deste ano, culminando nas prisões de Marco Aurélio de Moraes Pinheiro Júnior, 31, o “Júnior Peruano”, e Alexsandro Oliveira dos Santos, 29. Os infratores estão envolvidos no homicídio de Ronniery Nascimento Rodrigues, que era chamado de “Ronni”, dado como desaparecido em janeiro deste ano. A vítima tinha 30 anos e foi morta no dia 25 de janeiro deste ano.

“Após as investigações em torno da morte de “Ronni”, conseguimos constatar a presença de uma facção criminosa vinda do Rio de Janeiro, instalada na Comunidade União, bairro Flores, zona centro-sul. Com as prisões dessas pessoas envolvidas na morte de Ronniery, verificamos que estaria surgindo uma nova liderança para comandar o tráfico de drogas naquela região. Somente após a prisão de “Junior Peruano” conseguimos identificar Sued como substituto no comando”, explicou Torres.

Identificação – O tenente Tales Renan, que esteve presente no momento da prisão do infrator, ressaltou a importância da troca de informações realizadas semanalmente com a equipe do DRCO. “Já havíamos recebido do delegado Guilherme Torres uma foto de Sued. Na ocasião, o diretor do DRCO nos informou que esse infrator seria o novo possível chefe do tráfico de drogas na Comunidade União. Na segunda-feira (14/5) estávamos realizando patrulha pela região, quando avistamos Sued e informamos o DRCO para darmos início à abordagem”, disse.

Foragido da Justiça – Na base do departamento, o infrator apresentou Registro Geral (RG) com conteúdo falso e acabou sendo indiciado por falsidade ideológica. Os policiais verificaram, ainda, que Sued era considerado foragido da Justiça do Rio Grande do Norte, onde possui três condenações por roubos majorados cometidos e formação de quadrilha, tendo a pena unificada em 24 anos e sete meses de reclusão em regime fechado.

“Quero destacar a importância da integração entre os órgãos de Segurança Pública. Especialmente a 23ª Cicom, Seaop, junto com o trabalho de inteligência da Polícia Civil do estado do Rio Grande do Norte e da Força Nacional do Rio de Janeiro, que nos auxiliou muito no processo de identificação desse infrator. Foi a partir dessa união de forças que conseguimos oferecer maior segurança à população, tirando esse indivíduo de circulação”, destacou Guilherme Torres.

Indiciado – Sued foi indiciado por falsidade ideológica. Ao término dos procedimentos cabíveis na base do DRCO, ele será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá ficar à disposição da Justiça, até que seja definido se ele será transferido para unidade prisional no Rio Grande do Norte.

Fonte: PC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *